By

Origem da árvore de Natal

O pinheiro — sempre verde — tendo em seus galhos luzes e lindas bolas coloridas e reluzentes lembra o Natal, logo à primeira vista. Por que?

Para entendermos a rápida narrativa que segue, lembro-me de uma expressão cheia de sabedoria: “A lenda expressa o que a alma dos povos gostaria que tivesse acontecido, que está na linha do que aconteceu de fato”.

Qual a lenda da árvore de Natal?

Numa noite de Natal, junto ao presépio, se encontravam três árvores: Uma oliveira tamareira, uma tamareira e um pinheiro. As três árvores ao verem Jesus nascer, quiseram oferecer-lhe um presente. A oliveira foi a primeira a oferecer, dando ao Menino Jesus as suas azeitonas. A tamareira, logo a seguir, ofereceu-lhe as suas doces tâmaras. Mas o pinheiro como não tinha nada para oferecer, ficou muito infeliz.

As estrelas do céu, vendo a tristeza do pinheiro, que nada tinha para dar ao Menino Jesus, decidiram descer e pousar sobre os seus galhos, iluminando e adornando o pinheiro que assim se ofereceu ao Menino Jesus.

O pinheiro bem pode ser o símbolo de alguém que não tem nada a oferecer ao Menino Jesus. Mas, não se aflija; se você, aos pés do Menino Deus relembra que não só não tem o que oferecer, mas tem muito de que pedir perdão, as graças que Deus lhe dá a rogos de Nossa Senhora descerão sobre sua alma. E o Menino Jesus ficará feliz.

Neste Natal, ao estar diante do Presépio ofereça este presente ao Menino Jesus.

 

 

Ilustrações: Arautos do Evangelho, pixabay, freestock.

One Response to Origem da árvore de Natal

  1. Simone Salmaso Borges says:

    Que neste Santo Natal possamos ser os pinheiros resplandecentes de fé e devoção a Sagrada Família.
    Abençoado Natal!