By

“Não podeis servir a Deus e ao Dinheiro”

 

Santa Terezinha, Santa Bernadete, Santa Jacinta. Todas, em sua época até os dias atuais, foram e são vistas como modelos de virtudes e exemplos de vida correta. Elas, e muitos outros, tão diferentes entre si, têm duas coisas que as colocam acima dos demais: Read More

By

Devoção a Nossa Senhora pelo método de São Luís Maria Grignion de Montfort – Resumo do Tratado (I)

Anunciação do Anjo a Maria, Beato Angélico, Museu do Prado, Espanha

Deus tudo pode, e basta-se a Si mesmo. Ele não precisava de Maria para fazer cumprir os Seus desígnios; ainda assim ELE QUIS fazer uso dessa humilde Senhora para trazer ao mundo o Seu Filho, e para fazer chegar a nós a Sua graça e salvação.

Por isso, entregando nossa vida nas mãos de Maria, podemos mais facilmente ser conduzidos a Cristo. São Luís Maria Grignion de Montfort entendeu isso de forma muito profunda, e escreveu um livro precioso, uma espécie de manual, para nos ajudar no santo caminho de devoção à Mãe de Deus.¹

Com estas palavras, a guisa de Prefácio, o Reverendíssimo Padre Lourenço Ferronato, EP. introduz o livro “Devoção a Nossa Senhora pelo método de São Luís Maria Grignion um Montfort”.

Read More

By

A Mãe do Homem das Dores

Por que Vos apresentais assim, Senhora, revestida de um delicado, ao mesmo tempo sério, véu roxo, cobrindo vossa santíssima face – mais bela que a Lua, mais esplendorosa que todas as belezas do universo? Por que este véu roxo, símbolo da penitência e do luto? Por que vossa tão doce fisionomia apresenta-se tomada de perplexidade, de angústia? O que meditais em vosso imaculado e sapiencial Coração?

Ó minha Mãe, ponde-Vos diante do mistério da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo. É Vosso divino Filho que está, em sua bondade infinita, prestes a resgatar o gênero humano, abrindo as portas do Céu com sua morte de Cruz. Tal é a sua entrega para nossa salvação que Ele, Homem-Deus, vela-se a si mesmo, escondendo sua divindade em sua humanidade santíssima, e fazendo-se obediente até a morte, e morte de cruz, por amor a nós!

Estais, ó Senhora, imersa na agonia de alma, ao contemplar o Homem das Dores: “Nem a Terra, nem o mar, nem todo o firmamento poderiam servir de termo de comparação à vossa dor”. ¹

No entanto, ao cobrir-Vos com o manto da agonia e da dor, mais formosa ficais. De onde vem tanto esplendor? Vós sois a Mãe Dolorosa do Homem das Dores, que durante a Paixão, “compensava, pelo seu cântico de fidelidade, todas as injúrias e ofensas sofridas por Jesus […] Eis aqui, “na noite da desolação, o canto da alma mais virtuosa em toda a Terra elevando-se até o Céu…”.²

Pedimos-Vos, Senhora, para cada um nós, com as palavras do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira: “Dai-me, minha Mãe, um pouco, pelo menos, desta dor… Sofreis em união a Jesus. Dai-me a graça de sofrer como Vós e como Ele”. ³

E nesta união com Ele e com a Mãe dolorosa, entoaremos nosso cântico de fidelidade e de gratidão a Deus que nos receberá, a par dos sofrimentos na Terra, com a alma “esplendorificada” pela graça de Jesus a rogos de Maria, no Céu, por toda a eternidade.

Adilson Costa da Costa

……………………………………

FOTO: Imagem do Imaculado Coração de Maria, venerada na Capela da Sede dos Arautos do Evangelho (Nova Campo Grande, Cariacica-ES).

¹ Plinio Corrêa de Oliveira. IV Estação – Via-Sacra In Catolicismo n° 3, março de 1951.

² Plínio Corrêa de Oliveira. Cântico de fidelidade. In Dr. Plinio, São Paulo, Ano VIII. N. 84 (mar. 2005); p. 36.

³ Plinio Corrêa de Oliveira. IV Estação – Via-Sacra In Catolicismo n° 3, março de 1951.

By

Devoção dos Primeiros Sábados na Paróquia Bom Jesus, em Cariacica

Uma das mais belas e benéficas práticas de piedade mariana que se tem espalhado pelo mundo é a Devoção dos cinco Primeiros Sábados, prenunciando a realização das palavras proféticas de Nossa Senhora em Fátima: “Por fim o meu Imaculado Coração triunfará!”.

Qual a origem desta devoção e como praticá-la? Read More

By

MAIS PERTO DE DEUS…

26Quando vemos por fotografias, ou quiçá pessoalmente, um belo panorama com montanhas, rios, vegetação exuberante, lembramo-nos do Criador de todas estas maravilhas – Deus – e lembrando-nos de nossas aulas de catequese, olhamos para o céu material talvez na esperança inocente de contemplar o espiritual e eterno.

Porque olhamos para o céu?

Read More

By

Projeto Futuro e Vida no Colégio Marista Nossa Senhora da Penha

15_11_13 (17)O Brasil, maior nação Católica do mundo, do seu descobrimento até o início do século XX foi educado basicamente nos bancos das escolas católicas. E este ensino, permeado dos valores humanos e cristãos, continua formando a nossa juventude rumo ao Brasil de amanhã.nspenha

No estado do Espírito Santo, os Irmãos Maristas (filhos espirituais de São Marcelino Champagnat) iniciaram as atividades do Colégio Marista Nossa Senhora da Penha em 1954 e, com as bênçãos de Nossa Senhora o empreendimento prosperou e em pouco tempo tornou-se um dos maiores estabelecimentos de ensino do estado.

No dia 13 de novembro, os alunos do 6° ao 8° ano, puderam se beneficiar da parceria realizada entre a instituição e o Projeto Futuro e 15_11_13 (37)Vida, promovido pelos Arautos do Evangelho. Foram realizadas duas apresentações musicais onde os alunos tiveram contato com a realidade de uma orquestra e entenderam que cada um, assim como num conjunto musical, também deve representar seu papel em harmonia com os demais. Afinal, assim se forma uma orquestra… e também a sociedade.

Veja abaixo as fotos.