By

COMO NASCEU O “STILLE NACHT”

No Brasil conhecemos essa música tão característica do Natal com o nome de “Noite Feliz”. Como nasceu essa música, a mais natalina de todas que conhecemos?

Conta a tradição Read More

By

A REALIDADE SUPERA A LENDA

Pe. Ricardo Basso, EP

Aproxima-se o Natal!

Nos centros comerciais vê-se frequentemente um personagem com trajes de cores vivas, despertando a curiosidade geral e, nas crianças, a alegre expectativa dos presentes e das guloseimas. É o Papai Noel. Como surgiu essa tradição?

Read More

By

ENCANTOS E BÊNÇÃOS QUE ATRAVESSAM OS SÉCULOS

A pequena cidade de Greccio, no centro sul da Itália, estava recoberta pelo alvo manto da neve. Era o ano de 1223. Todos os habitantes, camponeses em sua maioria, encontravam-se reunidos em torno de São Francisco de Assis, que procurava explicar-lhes o mistério do nascimento do Menino-Deus. Eles ouviam com respeito, mas… não davam mostras de terem realmente compreendido.

O que fazer? São Francisco procurou um modo mais didático de explicar aos iletrados aldeões a história do Natal. Mandou trazerem-lhe uma imagem do Menino Jesus, uma manjedoura, palhas, um boi e um burro. Os campônios entreolharam-se, surpresos, mas providenciaram tudo sem demora. Em pouco tempo, o Santo compôs a cena: no centro, a manjedoura com as palhas; no fundo, os dois pacíficos animais. Faltava apenas a imagem do Menino Jesus. Com grande devoção, São Francisco tomou-a nos braços, para depositá-la na manjedoura.

Dá-se então um grande prodígio! Ante os olhos maravilhados de todos, a imagem toma vida e o Menino sorri para São Francisco. Este abraça ternamente o Divino Infante e O deita sobre as palhas da manjedoura, enquanto todos se ajoelham em atitude de enlevada adoração. O Menino-Deus sorri uma vez mais e abençoa aqueles camponeses ali prostrados a seus pés. Poucos instantes depois, havia sobre as palhas uma simples imagem inanimada… Mas na alma de todos permaneceu a recordação viva do Menino Jesus. Ele lhes havia sorrido!

A partir de então, o povo de Greccio montava todos os anos o “presépio de São Francisco”, na cândida esperança de que o milagre se renovasse. Não foram iludidos em sua esperança. Embora a imagem não mais tomasse vida, a Virgem Maria lhes falava especialmente à alma nessas ocasiões, com graças sensíveis. Que graças? As graças próprias à Liturgia do Natal. Só para os aldeões de Greccio?

Não! Em todos os presépios do mundo está presente o Menino Jesus — com Maria, sua Mãe, e São José — à espera apenas de que nos acerquemos para, também nós, recebermos um sorriso e uma bênção. É justamente por este motivo que se espalhou por todo o universo católico o costume de montar presépios por ocasião do Natal.

Assim, os Arautos do Evangelho convidam você e toda a sua família a visitar o artístico presépio, que apresenta de modo vivo e atraente o relato evangélico do Nascimento de Jesus, montado na nossa comunidade em Cariacica.

Rua Esmeralda n.10, no bairro São Geraldo.

Ao lado da Faculdade São Geraldo

 

By

SABEDORIA DE TODOS OS TEMPOS

Um menino perguntou ao pai:

— De que tamanho é Deus?

Olhando para o céu o pai viu um a avião a grande altitude e perguntou a criança:

— De que tamanho você vê aquele avião?

— É pequeno. Quase não consigo ver.

O pai levou então o menino ao aeroporto, aproximou-se do avião e perguntou ao menino:

— E agora, de que tamanho lhe parece o avião?

—Nossa! É enorme.

— Deus é assim: o tamanho vai depender da distância que se está d’Ele. Quanto mais perto você estiver, maior Ele será em sua vida.

Read More

By

NO CORAÇÃO DO HOMEM, A INSCRIÇÃO DE DEUS

Imaginemos a cozinha de um lar onde a mãe termina de enfeitar um bolo. Enquanto isso, o filhinho acompanha, fascinado pelas cores e pelo delicioso aroma. Concluído o serviço, ela guarda na geladeira e avisa:

— Agora vou sair, e você não toque neste bolo, pois é para o aniversário de seu irmão!

Read More

By

VOAR SEM AMARRAS E SEM LASTRO

Foi na França, século XVIII, que os irmãos Montgolfier fizeram voar um balão de ar quente em público pela primeira vez na História.

O curioso artefato, após sobrevoar por três quilômetros o parque do palácio de Versailles, aterrissou suavemente nos admiráveis gramados desse domínio real.

A notícia correu o mundo, e Read More