By

Corpus Christi: não somente a instituição mas também o instituído é solenizado pela Santa Igreja

Celebrada universalmente desde 1264, a festa de Corpus  Christi possui a única procissão de preceito da Igreja Católica; os fiéis são convidados a participar desse cortejo religioso em adoração ao Corpo de Cristo, a Eucaristia. Sua instituição é  comemorada na Quinta-feira Santa entretanto, dentro do contexto da Quaresma, não é possível uma festividade. Devido a isso, a festa de Corpus  Christi que já acontecia na Diocese de Liège (Bélgica), foi preceituada à toda Igreja Católica por Sua Santidade, o Papa Urbano IV. Ela acontece na primeira quinta feira depois do domingo dedicado à Santíssima Trindade, que em 2013, será o próximo domingo, 26 de maio.

Como este adorável costume se tornou preceito litúrgico?

Santa Juliana de Mont Cornillon, nascida em Retines perto de Liège, Bélgica, em 1193, foi a enviada por Deus para propiciar esta Festa. Desde jovem, tinha uma grande veneração pelo Santíssimo Sacramento e sempre desejava que se tivesse uma festa especial em sua honra. Este desejo intensificou-se em virtude de uma visão que teve da Igreja sob a aparência de lua cheia com uma mancha negra, que significava a ausência dessa solenidade.  A santa comunicou esta visão a Dom Roberto de Thorete, o então bispo de Liège, Dominico Hugh, mais tarde cardeal legado dos Países Baixos e a Jacques Pantaleón, nessa época arquidiácono da cidade, mais tarde o Papa Urbano IV.

O bispo impressionado como o acontecimento convocou um sínodo, nessa época os bispos tinham direito de ordenar festas para suas dioceses, e ordenou que a celebração fosse feita no ano seguinte. Ela, então, foi celebrada no ano subsequente na quinta-feira posterior à festa  da Santíssima Trindade. Mais tarde um bispo alemão conheceu o costume e o estendeu por toda a atual Alemanha. O Papa Urbano IV, naquela época, tinha a corte em  Orvieto, um pouco ao norte de Roma. Muito perto desta localidade está  Bolsena, onde em 1263 ou 1264 aconteceu seu famoso Milagre:

Um sacerdote que celebrava a Santa Missa teve dúvidas de que a  Consagração fosse real. No momento de partir a Sagrada Forma, viu sair dela Sangue do qual se foi impregnando e em seguida o corporal. A venerada relíquia foi levada em procissão a Orvieto em 19 junho de 1264.

O Santo Padre movido pelo prodígio, e por petição de vários bispos, fez com que se estendesse a festa de Corpus Christi a toda a Igreja por meio da bula “Transiturus” de 8 setembro do mesmo ano, fixando-a para a quinta feira depois da oitava de Pentecostes  e outorgando muitas indulgências a todos que assistirem a Santa Missa e o ofício. Nenhum dos decretos fala da procissão com o  Santíssimo como um aspecto da celebração. Porém estas procissões foram dotadas de indulgências pelos Papas Martinho V e Eugênio IV, e se fizeram bastante comuns a partir do século XIV. Finalmente, o Concílio de Trento declara que muito piedosa e religiosamente foi introduzida na Igreja de Deus o costume, que todos os anos, determinado dia festivo,  seja celebrado este excelso e venerável Sacramento com singular veneração e solenidade; e reverente e honorificamente seja levado em procissão pelas ruas e lugares públicos. Nisto os cristãos expressam sua adoração e memória por tão inefável e divino benefício, pelo qual se faz novamente presente a vitória da Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.

By

Viagem a Castelo na Solenidade de Corpus Christi

Viagem realizada pelos Arautos por ocasião da solenidade de Corpus ChristiNa Solenidade de Corpus Christi, 23 de Junho, os Arautos realizaram uma “peregrinação” até a cidade de Castelo, no interior do estado do Espírito Santo.

Esta cidade é nacionalmente conhecida pelos magníficos tapetes confeccionados para a procissão com o Santíssimo Sacramento. São cerca de 1500 metros de desenhos e formas geométricas feitos com areia, pedras coloridas, sementes, cereais uma infinidade de outros materiais.

Depois de assistir a Santa Missa na igreja Matriz da cidade, dedicada a Nossa Senhora da Penha, os arautos percorreram toda a extensão do tapete admirando as obras de arte que, além de esforço e dedicação, certamente foram feitas com muita devoção.

No percurso de volta fizeram uma parada na Pedra Azul (região magnífica que leva esse nome por causa de um enorme maciço rochoso que tem uma tonalidade levemente azulada), onde supriram as necessidades do “irmão corpo” com um truculento lanche, e rezaram na capelinha de um dos sítios da região agradecendo as bênçãos derramadas com abundância durante essa viagem feita com espírito de peregrinação.[Gallery not found]

By

Solenidade de Corpus Christi na Paróquia São Pedro – Praia do Suá

Caros leitores,

Os Arautos participaram da Solenidade de Corpus Christi na Paróquia São Pedro, no bairro Praia do Suá, e ajudaram na animação litúrgica. A Santa Missa foi celebrada pelo Pe. Pedro Camilo, pároco.

Infelizmente, devido a chuva, não houve a tradicional procissão com o Santíssimo Sacramento pelas ruas do bairro, mas os paroquianos confeccionaram um tapete dentro da igreja com roupas que seriam doadas posteriormente à Cáritas Arquidiocesana.

Também participaram da Missa alguns Cooperadores dos Arautos do Evangelho.

Veja as fotos:[Gallery not found]