By

Projeto Futuro e Vida na Escola Municipal Suzete Cuendet

Continuando seu acelerado ritmo de atividades, o Projeto Futuro e Vida esteve presente na Escola Municipal Suzete Cuendet. Neste dia 29 de Outubro de 2010, os alunos dos turnos matutinos e vespertinos acompanharam, com satisfação notória, às apresentações de: música e defesa pessoal.

“O Projeto me causou muito boa impressão. Os alunos mostraram-se entusiasmados e atentos por ser algo diferenciado e interessante.” Prof. Carlos César- Ed. Física

“Achei excelente! Os alunos demontraram interesse, envolvimento e muita integração.” Maria Goreti- Pedagoga

“Os alunos gostaram muito! O trabalho desenvolvido ajuda-os a desenvolverem suas habilidades e alguns princípios.” Mery Ângela- Língua Portuguesa

Em seguida estão as fotos:

By

E.M.E.F Padre Anchieta e Projeto Futuro e Vida.

DSC_1229“Parabéns pelo trabalho! Ótima iniciativa! Eles ficaram inebriados com tudo!” Frases como estas foram ouvidas diversas vezes após a apresentação do Projeto Futuro e Vida no dia 27 de Outubro de 2010.

Todos os alunos do Ensino Fundamental (em ambos  os turnos) da Escola Municipal Padre Anchieta, acompanharam vivamente o transcorrer das músicas e explicações. A opinião dos professores também foi digna de nota:

“O Projeto é excelente, vocês estão de parabéns pela inovação. Que Deus sempre os abençoe. Os alunos adoraram e ficaram maravilhados com a iniciativa de vocês.” Profa. Joicy Gutian – Inglês

“A apresentação mostrou aos alunos o bom exemplo de postura, educação e a correta comunicação para com a comunidade escolar.” Prof. Luiz Felipe – Matemática

Em seguida, os alunos voltaram às suas salas, participaram de um sorteio de flautas doces para estimular seus talentos.

Confira abaixo as fotos:

By

Missa, música e troca de faixas dos alunos do Projeto Futuro e Vida

10_10_17 (7)No último fim de semana, em meio às inseguranças climáticas, tivemos um apoio direto do Céu. São Pedro nos abençoou com um dia ensolarado e, se não fosse isso, tudo teria literalmente “ido por água abaixo”…

Os Arautos do Evangelho realizaram um exame de graduação de faixa entre os participantes do Projeto Futuro & Vida. Foi um total de 15 jovens que subiram de nível contando com a assistência e até a torcida de seus pais e familiares.

Um dia luminoso amanheceu para servir de quadro para as graças que Nossa Senhora queria pintar nas almas de todos, sobretudo dos que foram a Casa dos Arautos assistir ao evento que não podia começar sem uma Missa. O Revmo. Pe. Velerciano Emílio de Abreu foi o celebrante, e após um sermão rico de ensinamentos, foi dado início a uma breve apresentação musical.

Enquanto as músicas iam sendo tocadas, todos sentiam os bons efeitos da disciplina, alegria, método e prática de algumas semanas de intenso treinamento dos “neo-instrumentistas”. Alguns possuíam apenas um mês de freqüência nas atividades do Projeto Futuro & Vida, e puderam já demonstrar seus dotes e talentos, chegando a arrancar lágrimas da platéia – não por desafinação, mas por emoção em ver seus filhos e etc…

Enfim, depois de alguns minutos de expectativa, começou a esperada troca de faixa. Os aspirantes à graduação demonstraram os golpes básicos, a resistência, concentração e a agilidade tão fundamental para uma arte marcial. Todos participantes foram analisados ponto por ponto, e tiveram dois quesitos peculiares a serem provados: as notas do boletim escolar e uma nota por comportamento em casa. Pontos importantes a serem analisados, pois mais do que a força física vale a mente e o caráter de um homem.

Ao cabo do exame, as notas foram dadas e 15 jovens receberam a faixa correspondente ao grau que almejavam. Seus pais emocionados iam até a Imagem de Nossa Senhora, e colocavam em seus filhos o novo cinturão conquistado.

 Tudo transcorreu com muita suavidade e beleza em meio às bênçãos que Deus queria derramar – desta vez em forma de raios de luz e não de chuva – em cada um que ali estava. Um lanche saboroso, rico de iguarias regionais foi servido a todos, e um ambiente de alegria reinava naquela tardinha que já era noite…

Infelizmente, para variar, as horas não pararam e inclusive contavam com um “empurrão” do fuso-horário que começara naquele dia. São Pedro, do Céu sorria para nós, assegurando que o dia havia sido belo para que todos se lembrassem que mais uma vez rezamos, alegramo-nos e convivemos sob o olhar de Maria Santíssima e seu Divino Filho!         

By

Ordenação de Diácono permanente para a Arquidiocese Militar do Brasil

10_10_17 (34)No dia 17 de Outubro de 2010, a Arquidiocese Militar do Brasil, pela imposição das mãos de Dom Osvino José Both, passou a contar com o Diácono Bento Scandian.

A ordenção ocorreu na igreja São Pedro, na Praia do Suá, e foi enriquecida com a presença de Dom Silvestre Scandian (Bispo emérito de Vitória) e outros cinco sacerdotes: Pe. Pedro Camilo (pároco), Frei Dálvio José da Silva (capelão da Escola de Aprendizes de Marinheiros), Pe. Getúlio Carlesso (Capelão da Polícia Militar), Pe. Velerciano Emílio de Abreu e Pe. Antônio Carlos Gonçalves (Coronel Capelão da Aeronáutica) além de familiares e amigos.

By

“DNJ 25 anos: Celebrando a memória e transformando a história”

10_10_16 (15)Este ano comermoramos 25 anos de celebrações do Dia Nacional da Juventude – DNJ!O lema de 2010 é “Juventude: muita reza, muita luta, muita festa, em marcha contra a violência”.

Em nossa arquidiocese, no dia 16 de outubro, às 18 horas, na Catedral de Vitória, foi celebrada uma Missa em comemoração ao DNJ. O presidente da celebração foi o Pe. Renato Criste Covre e concelebraram os padres Renato de Jesus Pereira Paganini e Clésio dos Santos.

O  templo estava repleto de jovens das diversas regiões da arquidiocese e, durante o ofertório, representantes de todos os movimentos que desenvolvem trabalhos de apostolado com a juventude entraram em cortejo trazendo fotografias de sua atuação.

Confira as fotos:[Gallery not found]

By

Entusiasmo nas alturas…

Passeio a Afonso Cláudio (28)Passeio a Afonso Cláudio

No dia 12 de outubro, os Arautos do Evangelho quiseram oferecer a Nossa Senhora uma homenagem inusitada aos olhos de muitos… “Como assim?” Acompanhe as linhas que seguem e entenderá…

Na véspera do feriado, nos dirigimos à encantadora cidade de Afonso Cláudio, situada a 150 Km da capital capixaba. Na medida que nos aproximávamos da cidadela, o panorama que se descortinava aos nossos olhos, já nos fazia entrever o que o heroísmo nos sugeriria fazer no dia seguinte…

Missa, terço e apresentação

Chegamos enfim à pitoresca Paróquia de São Sebastião. Assistimos à Santa Missa celebrada pelo Revmo. Pe. Francisco de Melo Cassaro. Depois, foi realizada uma apresentação musical, em honra à padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, e rezamos um terço com toda a comunidade que estava ali reunida.

Chegada na hospedagem

Em ato contínuo, fomos ao Clube Esportivo do Bairro Grama, onde tivemos uma calorosa recepção e pudemos recuperar as energias dispensadas no dia, desfrutando de um excelente jantar carinhosamente preparado por familiares e amigos dos Arautos.

Reunião sobre Nossa Senhora Aparecida

Ao raiar da aurora, todos estavam de pé para iniciar a meta do dia! Qual era a meta? Nada de ambicioso. Somente escalar o altaneiro Pico dos Três Pontões e lá, bem do alto, rezar a Virgem Santíssima, agradecer e proclamar para os quatro cantos da Terra, cruzando os ares e levando uma esperança em farpa: O Reino de Maria Virá!

Para tal façanha, antes de partir, foi realizada uma breve exposição sobre a História de Nossa Senhora Aparecida. Todos puderam compreender a importância dessa invocação para a pátria querida, para que todos, brasileiros e não brasileiros, possam alcançar a misericórdia de Deus e estar um dia na Pátria Celeste!

Escalada do Pico dos Três Pontões

Partimos para nossa missão. Depois de alguns minutos de trajeto no automóvel, chegamos ao sopé da montanha. O dia estava nublado e o sol não se via bem… foi aí que pudemos dizer como o velho Leônidas da Grécia antiga, quando estava cercado em uma ilha, recebendo a ameaça de uma chuva de flechas que seria tão espessa que não se veria mais a luz: “que alegria poder combater sob a sombra das nuvens”…

O caminho era tão belo que parecia que o Criador havia feito aquele ambiente para esperar nossos olhos se encantarem com as cores e formas que a flora regional nos apresentava. O tempo ia passando, nossos corpos subindo, porém nossas almas não! Nosso espírito não podia subir pois já estava no alto, aos pés de Nossa Senhora, rezando, cantando e bradando frases de entusiasmo e perseverança, pedindo forças e graças para chegarmos ao alto!

Depois de duas horas de percurso, chegamos ao ponto almejado. Aos poucos a névoa ia se dissipando… verdadeiramente, estávamos acima das nuvens! Éramos “quase anjos!” Paulatinamente o cume do Pico do monte ia aparecendo, com toda sua altaneiria e imponência! De fato, não possuía as proporções estéticas das outras criaturas da natureza e era tão alto e tão formidável que parecia dizer ao resto do cosmo: “Universo, com tuas lindas regras, eu te venero, eu te quero, eu faço parte de ti, mas de dentro de ti eu levanto a mão até o teu Autor!” Rezamos, agradecemos, convivemos eeee… voltamos…

Almoço e partida

Na volta, saboreamos um bom almoço em meio a conversas e comentários sobre as proezas e alegrias que a pouco tínhamos passado… De fato, pudemos novamente sentir que a juventude “não foi feita para o prazer, mas sim para o heroísmo!” Infelizmente tentamos segurar mas não conseguimos… o tempo voou! Chegou a hora de nos despedir e regressar à capital com mais uma vitória alcançada por obra e graça do Espírito Santo!

Mais uma conquista, mais uma graça! Assim transcorreram os dias 11 e 12 do mês de outubro. Dias em que, novamente, Nossa Senhora sorriu para nós! Alegremo-nos e n’Ela confiemos, para alcançarmos o “pico” da santidade e cumprir assim nossa missão aqui na Terra![Gallery not found]