By

Arquidiocese de Vitória: novos diáconos permanentes

Conforme nos ensina o Catecismo da Igreja Católica, no grau inferior da hierarquia da Igreja encontram-se os diáconos. São-lhes impostas as mãos pelo Bispo, ‘não para o sacerdócio, mas para o serviço’, vinculando-os a ele nas tarefas de sua ‘diaconia’, na vida litúrgica e pastoral, bem como nas obras sociais e caritativas (cfr. CIC, 1569-1571).

Read More

By

Consagração do mundo ao Imaculado Coração de Maria, um pedido de Nossa Senhora de Fátima

Em 1917, a Virgem Mãe de Deus apareceu em Portugal a três pastorinhos, fazendo várias recomendações à humanidade. Além de pedir a recitação do Rosário, penitência e mudança de vida, revelou que Deus queria estabelecer no mundo a devoção ao Imaculado Coração de Maria, em especial a consagração a este mesmo Coração. Por este meio, Deus daria as Graças necessárias para salvação dos homens e o consequente triunfo do Imaculado Coração de sua Mãe Santíssima.

Read More

By

Adoração Eucarística na Catedral de Vitória, em comunhão com toda a Igreja: “um só Senhor, uma só fé”

Em comunhão com toda a Igreja foi feita uma hora de adoração a Jesus Sacramentado no domingo 2 de junho corrente, na Catedral Metropolitana de Vitória (ES).

A cerimônia iniciou-se ao meio dia, ao mesmo tempo em que o Papa Francisco, na Basílica de São Pedro, presidia  a solene Adoração Eucarística como marco do Ano da Fé, ao que foram convidadas a unir-se espiritualmente todas as dioceses do mundo. Foi um acontecimento histórico, já que pela primeira vez na Igreja Católica as catedrais do mundo inteiro se sincronizaram com o horário de Roma para, com o Santo Padre, rezar sob o lema “um só Senhor, uma só fé”.

Presidida pelo pároco, Pe. Paulo Regis Silvestre, e com a participação de outros sacerdotes, numerosos fiéis escutaram as leituras escriturísticas, entremeadas por cânticos e orações. Ao fim o Santíssimo Sacramento foi conduzido pelo templo, em meio às pessoas que o adoravam.

Iniciado em 11 de outubro passado, o Ano da Fé se estenderá até o dia 24 de novembro.

By

Viva o Papa! Viva Dom Luiz Mancilha!

     O último 22 de fevereiro foi ocasião de dupla alegria para todos os fiéis da diocese de Vitória: Festa da Cátedra de São Pedro e 27º aniversário de ordenação episcopal de nosso arcebispo Dom Luiz Mancilha Vilela, ss.cc.

     Nascido em 06 de maio de 1942 na cidade de Pouso Alto, localizada nas “terras altas da Mantiqueira”, foi ordenado sacerdote em 21 de dezembro de 1968 em Belo Horizonte-MG, depois de um longo período de estudos levado com afinco. 18 anos mais tarde, recebeu a Ordenação Episcopal e em 03 de dezembro de 2002 foi nomeado por Sua Santidade o Papa João Paulo II Arcebispo de Vitória-ES.

     Nos quase onze anos como pastor desta arquidiocese, tem levado com esmero e paternal dedicação a missão de apascentar o rebanho de Cristo nestas terras capixabas. Em ação de graças por tantos benefícios recebidos do Céu, celebrou, Dom Luiz juntamente com seus dois bispos auxiliares Dom Joaquim Wladimir Lopes Dias e Dom Rubens Sevilha, solene Eucaristia na Catedral de Nossa Senhora da Vitória, na qual se reuniram inúmeros fiéis e dezenas de sacerdotes e diáconos em sinal de comunhão fraterna.

     Durante a homilia, Dom Luiz exortou os fiéis a rezarem pelo atual Romano Pontífice Bento XVI, que no próximo dia 28 deixará seu Ministério Petrino para se dedicar a uma vida de oração e sacrifício, e para que o Espírito Santo ilumine os Padres Cardeais na missão de eleger o novo Papa, que deverá guiar a Igreja.

     No fim da Missa, os Arautos do Evangelho ofereceram ao seu pastor arquidiocesano um quadro dos Sagrados Corações de Jesus e Maria e tocaram o “Hino a Cristo Rei” e o “Hino Pontifício”, que tanto lhe agradam, como sinal de gratidão por sua solicitude pastoral.

     E mais uma vez, viva o Papa! Viva Dom Luiz Mancilha!

By

Cristo Ressuscitou! Aleluia! Vigília Pascal na Catedral de Vitória

Missa da Vigília Pascal na Catedral Metropolitana de VitóriaNa Catedral Metropolitana a Celebração Eucarística deste Sábado Santo foi presidida por Dom Luiz Mancilha Vilela, Arcebispo de Vitória, e concelebrada pelos padres Paulo Régis, pároco da catedral, e Humberto Wuyts, Vigário.

A cerimônia teve início na praça da Catedral com a benção do fogo e as inscrições no Círio Pascal. A procissão de entrada e a primeira parte da Missa decorreram à luz de velas, até a leitura do Evangelho que anunciou a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, momento em que acenderam-se as luzes, o altar, até então sem nenhum adorno, foi coberto com a toalha e os arranjos de flores deram à igreja o tom de alegria e solenidade.

Durante a homilia Dom Luiz explicou, sobre a escuridão do início da cerimônia, “essa experiência significa o que é a nossa vida sem Jesus: escuridão”. E, continuou “agora estamos sob a Luz do Senhor. Que ninguém fique nas trevas”. “Que Jesus presida o seu coração e o de sua família! Que Ele seja a vossa alegria! Jesus entre em cada coração, em cada família e permaneça”, concluiu.

Veja as fotos.[Gallery not found]

By

Sexta-feira Santa na Catedral Metropolitana de Vitória

“E inclinando a cabeça, rendeu o Espírito” (Jo. 19, 30)

“Considera que o nosso amável Redentor é chegado ao fim da sua vida. Amortecem-se-Lhe os olhos, o seu belo rosto empalidece, o Coração palpita debilmente, e todo o sagrado corpo é lentamente invadido pela morte. Vinde, Anjos do Céu, vinde assistir à morte do vosso Deus”. 

(Pe. Thiago Maria Cristini, C. SS. R., “Meditações para todos os dias do ano tiradas das obras de Santo Afonso Maria de Ligório, Bispo e Doutor da Igreja”, Herder e Cia., Friburgo em Brisgau, Alemanha, 1921.)

Nesta Sexta-feira Santa a cerimônia na Catedral Metropolitana de Vitória foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Vitória, Dom Luiz Mancilha Vilela e pelo Pe. Humberto Leopoldo Wuyts, vigário da catedral. Veja as fotos da cerimônia.[Gallery not found]