By

Os Papas e a consagração a Nossa Senhora

O que pensam os Papas sobre a devoção a Nossa Senhora ensinada por São Luís Grignion de Montfort? Eis, entre muitas, algumas de suas atitudes.

Read More

By

Felicidade: onde estais?

“A busca da felicidade tem sido a causa de muitas infelicidades” diz o adágio. Sobre esse tema é o artigo do Mons. João Clá, Fundador dos Arautos do Evangelho, publicado a seguir.
.
.
.

Read More

By

O grande “acerto de contas”, a aula magna da História

É muito breve a existência do homem nesta terra, pois ele “passa como uma sombra” (Sl 38, 6-7). Ademais, “o tempo passa depressa” (SI 89, 10).

E depois da morte? Há, sem dúvida, um juízo particular; cada ato humano é pesado, contado e medido, e o consequente destino eterno é estabelecido: tendo sido objeto de constante misericórdia da parte de Deus ao longo da vida, perdoando-nos sempre que pedíamos, é preciso que neste momento Ele manifeste sua Justiça. Read More

By

Nunca falta

“Eu estarei sempre convosco, até o fim dos tempos” (Mt 28, 20), prometeu  Jesus aos Apóstolos. Mas, como isso se daria, se pouco depois Ele subiu aos céus?

Era inútil aos Apóstolos procurar excogitar uma solução para tão árduo problema. Nem sequer dos Anjos se poderia obter resposta, pois somente a Deus podia ocorrer essa sublime manifestação de amor aos homens, que é a Eucaristia, por meio da qual Ele não apenas permanece conosco, mas Se torna alimento para nós! Read More

By

O grande paradoxo: a escravidão que liberta – VI

(Conclusão do post anterior “Fazer tudo por Maria, com Maria, em Maria e para Maria – V”)

 

Como conclusão das presentes considerações, cabe lembrar o paradoxo evangélico segundo o qual o homem deve perder a sua vida por Cristo para salvá-la (cf. Lc 9, 24). Ou, por outras palavras, a necessidade de aniquilarmos a nós mesmos, assumindo a condição de escravos, para termos “o mesmo sentir e pensar que o Cristo Jesus” (Fl 2, 5). Read More

By

Fazer tudo por Maria, com Maria, em Maria e para Maria – V

(Continuação do post anterior “A mais completa doação de si mesmo – IV

Pe. Juan Carlos Casté,EP

No final da sua obra, São Luís aconselha algumas “práticas interiores muito santificantes para aqueles que o Espírito Santo chama à mais alta perfeição”. (16) Consistem elas em fazer todas as ações “por Maria, com Maria, em Maria e para Maria, a fim de fazê-las mais perfeitamente por Cristo, com Cristo, em Cristo e para Cristo”. (17) Read More