By

Sociedade celeste, sublime meta

Poucas situações são tão dignas de comiseração quanto a do náufrago jogado pelas ondas, sozinho, na praia de alguma ilhota deserta, perdida em pleno oceano. Este pobre acidentado enfrenta então a funesta perspectiva de um número indeterminado de anos de solidão, que – historicamente – muitas vezes terminam em loucura.

Read More

By

O papel de Maria Santíssima, Rainha e Mãe dos verdadeiros filhos de Deus, no plano da salvação, particularmente nestes últimos tempos – Resumo do Tratado (III)

Nossa Senhora, Rainha e Mãe dos verdadeiros filhos de Deus, como consequência de sua humildade, é, por vontade divina, necessária a todos os homens para salvarem-se. Vamos contemplar neste terceiro resumo do Tratado¹, juntamente com São Luís Maria de Montfort, o papel de Maria Santíssima no Plano da Salvação, particularmente nestes últimos tempos.

[Continuação – Capítulo II]

Maria é Rainha

No Céu, Maria comanda os anjos e os bem-aventurados, como recompensa da sua profunda humildade. (Lc 1,48) É vontade do Altíssimo, que exalta os humildes, que o Céu, a Terra e os infernos se curvem, de boa ou de má vontade, às ordens da humilde Maria.

Deus por Pai, Maria por Mãe

Como na geração natural e corporal há um pai e uma mãe, assim também na geração sobrenatural e espiritual há um pai, que é Deus, e uma mãe, que é Maria. Todos os verdadeiros filhos de Deus e predestinados têm a Deus por pai e a Maria por mãe; e quem a não tem por mãe, não tem Deus por pai.

Read More

By

UM NOVO REGIME DE GRAÇAS

Os acontecimentos que cercaram a Paixão e Morte de Nosso Senhor foram marcados pelo drama.

Após um breve período de relativa popularidade, atingindo algumas  vezes o limiar da glória humana, a figura de Jesus foi profanada a ponto de Ele chegar a ser contado entre os malfeitores. Na hora suprema, a maioria dos homens – somando ingratos, oportunistas e adversários – abandonou o Salvador e rejeitou a salvação. Para o núcleo da Igreja nascente, constituído por alguns Apóstolos fracos e muitos discípulos anônimos, tinha começado o período da perseguição.

Read More

By

A VITÓRIA VIRÁ!

fundo-azul-luminoso-aeNeste ano de 2017 completam-se 100 anos das aparições de Nossa Senhora em Fátima. Em sua mensagem ao mundo, Nossa Senhora promete uma era de virtude e paz, bem o oposto do que podemos constatar em nossos dias. Por que a demora em vermos mudar completamente o clima de guerras, violência, crimes e pecados que nos cerca? É o que responde o Mons. João Clá Dias, Fundador e Superior Geral dos Arautos do Evangelho no artigo a seguir.

Read More

By

MINÚSCULA JOIA COM ASAS

topazio-azul-rae

Ao passearmos por um jardim, é frequente nos depararmos com singelas cenas que nos encantam. Será um pássaro colorido bicando frutas e levando alimento para o ninho; será uma abelha a extrair o néctar das flores; ou, ainda, uma fileira de disciplinadas formigas carregando provisões para o inverno.

Read More

By

Coroação de Nossa Senhora no Colégio Marista Nossa Senhora da Penha

15_05_20 (46)Em 20 de maio de 1789 nascia o Fundador do Instituto dos Irmãos Maristas, Marcelino José Bento Champagnat, santo que brilha no firmamento da Igreja de Cristo e refulge pela sua ardente caridade. Tal data é comemorada todos os anos com grande devoção pela Rede Marista de Colégios e Unidades Sociais.

15_05_20 (17)Os alunos da educação infantil do Colégio Marista Nossa Senhora da Penha, acompanhados de seus pais,  participaram de uma bela cerimônia promovida pelo corpo administrativo onde houve uma solene Coroação da Imagem Peregrina do Imaculado Coração de Maria.

Centenas crianças, vestidas de anjos, simbolizaram os coros celestes que acompanham Nossa Senhora; e no fim foi entoada pelos ex-maristas ali presentes a Salve Regina em gregoriano.

Momentos de fé, brilho e alegria reinantes que, sem dúvida, marcaram todos os presentes.

15_05_20 (64)Breve biografia

São Marcelino Champagnat nasceu em Marlhes, na França, em 1789. Viveu em um tempo conturbado por graves conflitos políticos, como a Revolução Francesa, iniciada no mesmo ano. Nesse período, a sociedade francesa mergulhou em profundo caos. Sensibilizado pelas necessidades pastorais de seu tempo, Champagnat concebeu o projeto de fundar um Instituto de Irmãos que se dedicassem à  educação e à formação religiosa das crianças e dos jovens.

Este slideshow necessita de JavaScript.