By

NA OUTRA PONTA DA VIDA

Fizeram tudo que podiam. Não mediram sacrifícios para cuidar da geração que agora dá vitalidade ao dia-a-dia. No caso de mães, quantas noites perdidas, quanta abnegação para entender o que dizíamos quando éramos bebês. Com que paciência nos ensinaram a andar. Quantas vezes — depois de uma estripulia nossa — mais que o curativo, o que nos aquietava era o carinho materno.

Sendo pais, quantas e quantas horas de trabalho estafante. E umas horas extras para poder comprar o nosso presente de aniversário. E todos os dias, na hora certinha, lá estava ele, pacientemente, à espera de nossa saída da escola. Quantos conselhos… que, na hora foram mal recebidos, mas deles só perceberíamos o acerto quando tivemos de dá-los a nossos filhos.

E eles agora Read More

By

Aos que estão mais perto da eternidade, um especial olhar!

Quando algum de nós, sendo jovem ou já tendo completado algumas primaveras, por qualquer motivo entra em uma casa destinada a abrigar idosos, nos vem à mente uma lição que a dura experiência da vida nos ensina: a gratidão é a mais frágil das virtudes.

Cada um dos que ali se encontram traz consigo uma história, assaz longa, e que constitui o drama que é a vida de todo ser humano neste vale de lágrimas. Alguns se encontram ali por já não terem mais parentes, mas, não poucos são os casos em que não é o tempo – implacável – o motivo do afastamento, e sim a ingratidão; são as vítimas do esquecimento e da negligência dos que foram outrora objetos de carinho e dedicação. E se veem postos de lado na fase da vida em que mais necessitam de apoio e conforto

Nesta difícil situação, constitui um grande ato da caridade levar-lhes uma palavra que visa incutir-lhes a esperança da vida eterna no Céu, onde cada sofrimento, suportado por amor a Deus, será recompensado com largueza.

No mês de dezembro alguns cooperadores dos Arautos do Evangelho realizaram uma visita ao Abrigo à Velhice Desamparada Auta Loureiro Machado (Avedalma), em Cariacica, levando o oratório do Imaculado Coração de Maria cada um dos idosos e idosas, inclusive aqueles que se viam impossibilitados de saírem de seus leitos.

Não raras vezes a recepção dava-se com a face banhada em lágrimas, pois sentir-se lembrado por mais alguém é emocionante em qualquer fase de nossa vida, ainda mais quando nos aproximamos da Eternidade.

By

Sociedade de Assistência à Velhice Desamparada

Caríssimos leitores,

Salve Maria!

Realizamos hoje mais uma visita a um lar de idosos.

Localizado no bairro Monte Belo, o asilo pertencia, até o mês passado, às irmãs de caridade, filhas de São Vicente de Paula, passando neste mês aos cuidados da Prefeitura de Vitória.

Cerca de 100 idosos internos foram visitados, recebendo o conforto espiritual trazido pelos jovens do setor masculino e por terciários dos Arautos do Evangelho. O oratório do Imaculado Coração de Maria foi levado a todos, inclusive aos acamados.

Não faltaram manifestações de afeto e gratidão de ambos os lados.

Na despedida um deles me abordou e disse:

“Hoje estava com o coração angustiado e pedi a Deus alguma visita que me consolasse. Então senti um alívio enorme quando vi vocês aqui. Muito obrigado pelo que fizeram, não só por mim, mas, por todos os meus irmãos desta casa”. 

Após a visita, ficou muito patente a carência que a sociedade tem de trabalhos direcionados ao auxílio espiritual dos idosos, sobretudo dos menos favorecidos.

By

Idosos consolados sob o maternal olhar de Maria

Jovens do Setor Masculino e Terciários dos Arautos do Evangelho visitaram o Lar de Idosos Avedalma (Abrigo à Velhice Desamparada Auta Loureiro Machado) em Cariacica Sede, levando consigo o oratório do Imaculado Coração de Maria.

Os arautos percorreram as instalações, levando um singelo conforto espiritual, através da oração e da música, deixando como lembrança medalhinhas de Nossa Senhora das Graças e estampas do Imaculado Coração de Maria.

Uma atenção especial foi deitada sobre os idosos acamados, que foram visitados em seus leitos.

Vejam abaixo algumas fotos:[Gallery not found]