By

Junto a Maria, o segredo da calma

“Ah! quando virá este tempo feliz em que Maria será estabelecida Senhora e Soberana nos corações, para submetê-los plenamente ao império de seu grande e único Jesus? Quando chegará o dia em que as almas respirarão Maria, como o corpo respira o ar? (…) quando chegará esse tempo feliz, esse século de Maria? (…) Esse tempo só chegará quando se conhecer e praticar a devoção que ensino”.(1)

 Qual é esta devoção prenunciativa do Reino de Cristo na terra? Read More

By

Diversas práticas exteriores, que nos fazem crescer no amor a Jesus e Maria, além de servirem para edificação do próximo, sugeridas por São Luís Maria G. de Montfort – Resumo do Tratado (VIII)

O essencial da devoção a Nossa Senhora, conforme São Luís G. de Montfort, consiste no interior. Porém não se deve abandonar as práticas exteriores, pois, sobretudo, quando bem feitas, concorrem para nos fazer crescer no amor de Deus e de Maria. Servem também de bom exemplo para o próximo – pois não as fazemos por vangloria, mas com puro amor. Além da “Consagração depois dos exercícios preparatórios” (Resumo 7), vamos neste oitavo Resumo do Tratado conhecer outras práticas, sugeridas pelo grande Santo. 

A Saudação Angélica – Ter devoção em rezar a Ave-Maria ou Saudação Angélica é importante prática exterior do verdadeiro devoto de Maria

2. A Coroinha da Santíssima Virgem

Rezarão todos os dias de sua vida, mas sem a isso se obrigarem, a coroinha da Santíssima Virgem. Esta se compõe de três Pai-Nossos e doze Ave-Marias, em honra dos doze privilégios e grandezas da Santíssima Virgem.

Read More

By

Necessidade da devoção à Maria Santíssima, obra prima da Criação, por vontade de Deus – Resumo do Tratado (II)

Neste segundo artigo do Resumo do Tratado, consideraremos, junto com S. Luís Grignion de Montfort como Deus, mesmo não tendo necessidade da Santíssima Virgem, depois de tê-La criado quis começar e concluir suas maiores obras por meio dela. Da vontade divina é que decorre a necessidade da devoção a Maria.

CAPÍTULO I

Necessidade da Verdadeira Devoção a Maria

Com toda a Igreja confesso que Maria, sendo apenas uma simples criatura saída das mãos do Altíssimo, não é nada em comparação com a sua majestade infinita, visto que só Deus é “Aquele que é”.

Read More

By

MARIA, O PARAÍSO DE JESUS

O leitor parou algum dia para refletir sobre as maravilhas com que o Criador ornou o Paraíso Terrestre? Nossos primeiros pais, postos nesse paraíso de delícias conforme narrado no Gênesis, viviam num estado de santidade e de justiça originais, na amizade com o Criador da qual provinha sua felicidade.[1] Que coisa extraordinária o Paraíso terrestre dado a Adão! Houve, porém, o pecado original, e, consequentemente, Adão e Eva perderam a familiaridade com Deus e foram expulsos do Éden.

Exceção feita do Paraíso Celeste, poder-se-ia imaginar lugar e estado mais feliz do que aquele dado por Deus aos nossos primeiros pais antes da prova?

Read More

By

PARA BOM ENTENDEDOR…

perfumes-raeCostuma-se dizer que, para bons perfumes, o frasco deve ser pequeno. Talvez o mesmo possa dizer-se de pensamentos valiosos contidos em frases curtas. É o que lhe apresentamos a seguir.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

Quando se deixa de acreditar em Deus, passa-se a acreditar em qualquer coisa.

G. K. Chesterton

Read More

By

Em Pentecostes uma torrente de bênçãos!

2012-05-27-12.58.30Veni Sáncte Spíritus,

Et emitte caélitus

Lúcis túae rádium.

Vinde, Espírito Santo,

e enviai do céu

um raio de Vossa luz.

“Raio de luz” que para os arautos de Vitória foi representado pela presença benfazeja do Revmo. Pe. Ricardo Queiroz EP.  Além do apostolado feito internamente nestes quatro dias de visita, o Pe. Ricardo abençoou lares, celebrou a Eucaristia e atendeu confissões.[Gallery not found]

E no dia da Solenidade de Pentecostes houve a Celebração Eucarística onde quatro jovens arautos fizeram sua Consagração como escravos de amor a Nossa Senhora, segundo o método preconizado por São Luis Maria Grignion de Montfort.

Veja abaixo as fotos:[Gallery not found]